2008: Ano 10 da Cabala
:: Graziella Marraccini ::

2008 será o ano 10 da cabala. A soma de 2 + 8 é igual a 10 que é igual a 1, portanto o ano 10 é um ano 1. Isto significa que em 2008 termina um ciclo ao mesmo tempo que outro se inicia. No 10 existe o embrião do 1, assim como em Malkut (a décima esfera da Arvore sefirotal) existe o embrião de Keter, a primeira esfera da Arvore. A Cabala é um sistema filosófico de pensamento que através do estudo de um conjunto de símbolos sintizados na Arvore Sefirotal, ou Arvore da Vida, nos leva a fazer reflexões filosóficas sobre a criação da vida tal que nós a conhecemos.

A Arvore da Vida é composta de 10 (dez) ESFERAS, ou círculos, chamados SEPHIROTH (no singular SEPHIRAH). Elas representam princípios energéticos provenientes do TODO e estão dispostas em três triângulos sucessivos, sendo que a décima esfera se encontra isolada em baixo. (ver a figura). As esferas, ou Sephiroth, são ligadas entre si por 22 caminhos, que indicam as formas de união possível entre as varias energias que percorridos perfazem 32 pontos de meditação usados para a evolução espiritual. O 33º ponto indicaria então o resultado final, o conhecimento, a perfeição no caminho do desenvolvimento espiritual, assim como 33 são os anos que o Cristo, Filho de Deus permaneceu entre nós. Em nossa evolução espiritual, nós seres humanos, percorremos as Esferas de baixo para cima, no caminho de volta para a União com o Pai, e seguindo nosso caminho de desenvolvimento espiritual ao longo das encarnações sucessivas.

As Sephiroth, são numeradas de 1 a 10, partindo de cima para baixo, ou seja no sentido em que a matérialização acontece quando a idéia se materializa no nosso planeta. A Terra é representada pela última esfera em baixo, chamada de Malkuth, o Reino, e que possui o número 10. A esfera de número 1, Keter, tem como planeta de representação Plutão (úiltimo planeta conhecido de nosso sistema solar), e significa o inicio de tudo, a geração da vida. Estudando a figura podemos compreender que tudo o que é gerado na terra se inicia com uma idéia e ao se cristalizar, ou seja, descendo ao longo das esferas e tocando-as uma por uma, se materializa finalmente no numero 10. Mas este número 10 poderia também ser o início de uma outra Arvore, que seria criada então mais abaixo, onde o 10 se tornaria 1 novamente. Do mesmo modo aconece na parte superior onde o 1 pode ser correspondente de outra arvore superior da qual ela, Keter, seria o 10.
Os cabalistas dizem que essas arvores, acima e abaixo da nossa, realmente existem: as arvores superiores representariam as energias que levarão nossa humanidade a um maior desenvolvimento espiritual, e as arvores inferiores, representariam aquela materialidade que nos faz regredir em nossa evolução espiritual. Se quisermos evoluir devemos sempre terminar os ciclos, ou seja, partir novamente para o 1 quando o 10 estiver terminando. Assim, podemos concluir que um ano 10 seria ótimo para iniciarmos novos projetos de vida, mas também para concluir definitivamente os outros que eventualmente estão em andamento.

A energia de Keter, a Nº 1 é regida e organizada pelo Genio METATRON, e seu côro Angelical é chamado Chayoth Há Qadosh, ou Santas Criaturas Vivas.
A 10a SEPHIRAH, MALKUTH representa o mundo físico, a nossa terra, a humanidade. Ela representa a etapa final da descida da matéria, o resultado finalmente cristalizado da idéia inicial. Por isso é chamada também de REINO. O Gênio regente dessa esfera é SANDALPHON, e seus Coros angelicais são chamados de Almas Abençoadas, ou Almas de Fogo ( Achim).

No tarôt, o Arcano de X (10 em numero romano) é chamado A RODA. O simbolo do Arcano 10 no alfabeto hebraico é IOD que parece como uma pequena ‘virgula’. Essa simbologia não é sem razão. O Hieróglifo do Arcano parece um dedo indicador, aquele dedo que usamos no gesto de comando, quando apontamos o dedo (vocês lembram da pintura de Leonardo da Vinci que no teto da Capela Sistina mostra Deus criando o Homem?) A manifestação dessa energia de criação é simbolizada pelo aspecto fálico de IOD que demonstra como é a manifestação da vida em busca de materialização, de cristalização. A lâmina do Arcano X é chamada também de Esfinge ou Roda da Fortuna. Ela representa um sistema fechado, capaz de efetuar transformações cíclicas ao longo da vida. A Esfinge tem como lema; OUSAR, CALAR, SABER, QUERER, e indica que somente através do desenvolvimento dessas quatro qualidades (ou quatro elementos básicos) pode acontecer a atividade criadora, a materialização. Sábios conselhos esses que a ESFINGE nos transmite e que deveríamos seguir sempre em nossa vida!
A RODA gira incessantemente, terminando ciclos e iniciando outros, assim como a sorte dos seres humanos. Sobre a Roda são colocados alguns personagens (normalmente 3 macacos) um subindo na roda, outro lá em cima, outro descendo. Eles simbolizam aqueles seres que sobem nas alturas, buscando o desenvolvimento espiritual, e aqueles seres que caem, sucumbindo ao seu lado animalesco, escravos da matéria. O “Moinho das Transformações” – como é chamado por G.O.Mebes – roda e mói tudo e todos, e nos leva implacavelmente consigo. No entanto, neste processo geral existe uma clara e metódica motivação de um ENTE SUPERIOR” que nos indica que podemos controlar o movimento da roda. Do mesmo modo, que o sobe e desce nos caminhos da Arvore da Vida, é idêntica à alegoria da Escada de Jacó descrita na Bíblia, e indica o sobe e desce das almas em evolução ao longo das encarnações, a Roda também indica essa evolução que está em movimento constante, sempre levando para cima e para baixo as almas encarnadas! È ela que nos permite evoluir, se assim o desejamos. Ela nos permite o Livre Arbitrio visando sempre a um desígnio superior.

Do ponto de vista aritmético 10 é = a 1 + 9, indicando que o 1 para se manifestar precisa de outros 9 componentes, ou 9 atributos qualitativos e energéticos. A décima manifestação é simplesmente a sintetização das outras 9. O numero 10 também pode ser conseguido somando-se 2 + 8 = 3 + 7, etc. etc., mas neste artigo vou me ater à primeira formula mais facilmente assimilável.

Concluindo, podemos dizer que todo número 1 é indicativo de algo que se inicia, portanto, 2008 será um ano ótimo para iniciar novos projetos de vida. O numero 1 da roda zodiacal é representado pelo signo de Áries. Quando o Sol cruza a elíptica do equador celeste a 0º graus do signo inicia o novo ano solar. Poderiamos dizer então que o verdadeiro ano 1 iniciará em 20 de março de 2008. A astrologia ensina que Áries é considerado um pioneiro por natureza, um ‘opener’, um abridor de caminhos, portanto um iniciador de novos projetos e um conquistador, como indica a natureza fogosa de Marte, seu regente. Marte é também o regente de 2008, e no sincronismo astral, este será um ano regido por esse planeta. (Veja aqui o artigo correspondente já publicado no site).

O número 1 é representado nos arcanos inferiores do tarô pelo Ás de todos os quatro naipes. Porém o Às de Paus é mais inerente à natureza de IOD, o criador. Segundo o TETRAGRAMA SAGRADO – IOD HE VAU HE – teríamos IOD, como o Às de Paus, o primeiro HE como o Às de Copas, o VAU como sendo o Ás de Espadas e o segundo HE como o Às de Ouros. O tarô indica que o primeiro engendra, o segundo recebe, o terceiro fecunda, o quarto materializa.
Neste ano, caros leitores, devemos lembrar sempre dessa ‘formula mágica’ se quisermos materializar nossos desejos! De nada adianta termos receitinhas de rituais esotéricos se não conseguirmos, ao longo do ano, superar essas quatro etapas. De nada adianta termos idéias se não as materializamos. De nada adianta recebermos uma semente (IOD) se não soubermos plantá-la (HE), e alimentá-la (VAU) para que ela cresça forte e nos dê seus frutos (HE)!

E, lembrem-se que tudo, tudo o que é criado é fruto do AMOR, já que DEUS só se manifesta através do AMOR e o AMOR é o fertilizante para que tudo cresça e dê frutos! Vivam 2008 gerando amor em seus corações e Ele vos dará a harmonia e a felicidade que merecerem.

Um FELIZ 2008 com muitas realizações e novas iniciativas para todos!

Encontrei esse texto aqui neste ótimo blog

Anúncios